7 Conselhos para as despedidas na Creche e Jardim de Infância

0
5677
views

Um dos momentos que mais aperta o coração a um pai quando deixa o filho na escola é o momento da despedida.

Esta situação é especialmente agudizada nos primeiros tempos da criança na escola, ou no regresso após longas férias.

Quem já deixou um filho na escolha e o viu a fazer um beicinho ao se afastar, ou mesmo um choro desamparado, sabe quanto o coração aperta nesse momento.

É uma situação que, apesar de ser extremamente comum e natural, acaba sempre por nos tocar. E tudo o que poder fazer para minimizar isso mesmo ajuda naturalmente.

7Estar preparado para demorar mais de 15 minutos

Um dos conselhos base de qualquer escola nesta fase é demorar o mínimo tempo possível nas despedidas. No entanto apressar todo o processo acaba por adicionar uma carga mais pesada sobre o momento.

O ideal é ir com algum tempo para evitar estar a pensar no relógio enquanto a criança se adapta, e deixar fluir as rotinas naturais. O ideal é o seu filho começar a brincar, e quando já estiver numa brincadeira uma despedida rápida e um bom até logo.

6Não focar demasiado no seu filho

Pode por um lado parecer um contra senso, mas ao desfocar um pouco o momento no seu filho ajuda-o a perceber que ali é um espaço de partilha onde há muita gente boa.

Entre falar com outros pais, cumprimentar também os amiguinhos do seu filho, e os colaboradores da Grãos de Gente ajuda ao seu pequeno ver que todos gostam de interagir, e que pode interagir com todos.

Se estiver focado a cem por cento em si quando chegar o até já vai custar muito mais.

5Tente manter uma atitude calma e positiva

Este é daqueles conselhos que é mais fácil de escrever do que fazer. Mas que é dos mais determinantes em todo o processo.

As crianças são uma esponja de emoções, e se mostrar rigidez, stress e irritação facilmente elas percebem e reagem em conformidade. Tente resistir a isso, mesmo que mais tarde sem ela por perto se desmanche.

4Levar um brinquedo ou amiguinho

Uma das coisas que acaba por ter um impacto muito grande é poder levar algo seu para a escola. Um pequeno brinquedo, peluche ou semelhante podem fazer toda a diferença.

Primeiro porque levam um pouco de sua casa para a escola, e que muitas vezes serve de um pequeno consolo e recordação.

E depois a cada dia que passa começa a ser um processo criativo de escolher o que levar, e uma alegria mostrar a todos os amigos.

3Criar uma rotina de despedida

Muitas crianças gostam de pequenas rotinas especiais partilhadas a dois. Seja um simples abraço, um beijo, ou um aperto de mão, tudo pode ser tornado uma rotina a dois.

Também fazer alguma tarefa, como levar algo ao cabide ou uma ida à casa de banho, pode ser tornado o momento que prepara a criança para o passo seguinte. E para uma criança desta idade ter o controlo e saber o que vem a seguir ajuda e muito.

2Não voltar atrás

Esta é a regra de ouro em todo o processo. Resitir ao máximo à tentação de pelo choro ou beicinho regressar atrás é um ponto chave.

Custa, e muito, não vale a pena negar. Mas em vez de o fazer continue em frente quando já começou o caminho. E claro, não hesite meia hora mais tarde em ligar para a escola para saber como está ou até pedir para lhe enviarem uma foto. Normalmente nesta fase estão piores já os pais que a própria criança.

1Não pedir desculpa por deixar o seu filho na Grãos de Gente

Algo que por vezes sai, e que acaba por ser um enorme erro, é pedir desculpa por deixar o seu pequeno na escola. “Desculpa, mas o pai tem de ir trabalhar para ganhar dinheiro”, quantas vezes ouvimos, ou dissemos, variações disto?

A experiência na escola é para ser divertida e tudo será feito para que assim seja. Quando pedimos desculpa estamos desde logo a deixar implícito que é mau, e isso é algo que pode fazer desde logo entrar com o pé errado.

Fale do bom que vai ser o dia, pergunte à educadora o que eles irão fazer juntos com os amigos, e peça para depois se lembrar de no fim do dia lhe contar tudo o que de bom fizeram. Porque é para isso que todos estamos nesta viagem conjunta, para todos crescermos e em felicidade e harmonia

Deixar uma resposta